AGENDE SEU HORÁRIO COM ANTECEDÊNCIA PELOS TELEFONES: (11) 4235-3798 / (11) 98043-2356 (Oi)

AGENDE SEU HORÁRIO COM ANTECEDÊNCIA
PELOS TELEFONES: (11) 4235-3798 / (11) 98043-2356 (Oi)

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

PREPAREM-SE O ANO DO CAVALO E A SUPER LUA EM 30 DE JANEIRO

PREPAREM-SE – O ANO DO CAVALO E A SUPER LUA EM 30 DE JANEIRO - Mensagem de Selácia

PREPAREM-SE
O ANO DO CAVALO E A SUPER LUA EM 30 DE JANEIRO
Mensagem de Selácia
22 de Janeiro de 2014


A próxima semana promete ser um momento poderoso para as mudanças e aberturas de energia – especialmente com a Super Lua, em 30 de Janeiro, à frente do Ano Novo Chinês e o Ano do Cavalo, que começa oficialmente no dia seguinte.

Estas energias são auspiciosas e mantêm grande potencial para vocês, a um nível pessoal – ajudando-os a se conectar com o caminho do seu destino e com o seu verdadeiro poder de criar, como um ser multidimensional de luz.

Neste artigo, estão sugestões para tirar o máximo destas energias benéficas, enquanto continuam também a avançar e a progredir neste ano.

Se vocês são, como a maior parte das pessoas, é bem provável que tiveram inúmeros altos e baixos desde que 2014 começou. De fato, tem sido e continua a ser, um ano geralmente mais leve, quando comparado a 2013.

Na grande cena, vocês também se encontram dentro das contínuas energias revolucionárias, radicais e desafiadoras, que caracterizam estes anos extraordinários de mudança de paradigma. As mudanças, frequentemente, não são fáceis, mesmo aquelas que vocês querem fazer.

2014, UM ANO DE PICO

Uma razão é que 2014 é um ano de pico em seu mundo, que está sendo literalmente refeito sob os seus pés.
Outros anos foram se formando até este, e a mudança continuará por algum tempo, após 2014.

Ainda assim, para aqueles como vocês, que estão despertando e que são sensíveis às energias, este ano poderá parecer mais intenso. Vocês nem sempre serão capazes de identificar a intensidade, mas, provavelmente, irão senti-la em segundo plano.

A intensidade não é necessariamente, ruim, é claro. Vocês poderiam sentir uma alegria intensa, quando um projeto com o qual sonharam, começa a criar raízes. Vocês poderiam estar conhecendo novas pessoas, também, incluindo aquelas com quem não se conectam com nada de significativo – mas elas serão importantes para o seu futuro.

Estas coisas podem ser emocionantes quando elas aparecem. Seu conhecimento intuitivo lhes mostra que vocês estão começando a trazer parceiros e recursos necessários para a sua expressão de uma vida mais plena.

Além disto, qualquer negócio inacabado do seu passado que esteja no caminho dos seus próximos passos imediatos, estará se manifestando. Quando isto acontecer, não o julguem e nem fiquem zangados ou preocupados.

VELHAS QUESTÕES NO DNA

Prestem atenção, contudo, e utilizem as suas ferramentas e recursos para resolver estas questões, a um nível do DNA. As coisas que surgirem podem parecer velhas, mas confiem que os elementos que se manifestam são partes adicionais do que abordaram antes.

Considerem isto: quanto mais intensos forem os sentimentos quando as questões surgirem, mais importantes elas são para que vocês as tratem. Manter-se atualizados com o processo de liberação da energia, irá acelerar o seu impulso à frente.

A maior parte dos problemas na vida que uma pessoa tem agora, não se originou no início da vida, mas em outras vidas. Terapeutas experientes compreendem isto e mantêm as coisas em perspectiva. Para os agentes de mudanças divinos, esta, na verdade, é a vida em que vocês têm mais oportunidades de limpar o seu passado – retornar às causas profundas – acelerando assim a sua iluminação.

ANO DAS ENERGIAS DO CAVALO

A compreensão do tom energético de um ciclo, como o Ano Novo Chinês, poderá ajudá-los a avançar em seu caminho, a grande velocidade. Isto é porque vocês previram todos os tipos de energia que poderão encontrar.

Os anos do cavalo, como o que temos em 2014, por exemplo, estão associados ao fogo e à ação. Nestes anos, há uma tendência a haver muita atividade. Nem tudo precisa ser feito de uma só vez, é claro, mas pode parecer assim!

Vocês podem, simplesmente, parecer mais alegres e capazes de enfrentar coisas que estiveram colocando em segundo plano. A chave para o sucesso é manter o seu equilíbrio, o seu senso de oportunidade e a consciência do que está a sua frente, exatamente quando isto estiver a sua frente.

Muitas oportunidades podem vir e ir, em um ano como este – vocês devem estar atentos, a fim de agir com o tempo divino.

Estar ancorado e centrado em seu coração será vital para o seu sucesso, também. Quanto mais puderem realizar isto, mais serão capazes de se conectar com a sua voz interior e o seu espírito. Ter esta conexão é essencial para o que vocês querem fazer, ser e ter, neste ano.

Façam do espírito o seu estímulo para a ação neste Ano do Cavalo.

O Espírito pode ajudar a guiá-los através do terreno tempestuoso, dos altos e baixos e das corridas de obstáculos. Uma conexão ancorada com o espírito, pode também ajudá-los com a prosperidade. Isto é porque vocês estão mais em um estado de fluxo e de recepção, e mais ancorados em seu relacionamento com o dinheiro.

TRABALHANDO COM A SUPER LUA

Utilizem a super lua do dia 30 de Janeiro para uma visualização poderosa e a criação de um plano de ação para o progresso espiritual e pessoal em 2014.

A lua nova, na próxima semana, é chamada de super lua por causa dos seus poderosos potenciais para novos inícios. É realmente a segunda lua nova, até agora, neste ano – tornando-a ainda mais influente.

A GRANDE CENA PARA 2014

Retornando à grande cena para este ano – não se esqueçam do papel do coletivo, também. Aprendam a se conciliar com a idéia de influências externas invisíveis como uma parte do seu processo de criação.

Esta é a verdade, de qualquer maneira – vocês não criam a sua vida ou auto-evoluem em uma ilha isolada, em algum lugar. Vocês vivem na “ilha” da Terra e, de fato, além desta, no Cosmos. Tudo está conectado ao longo do tempo e do espaço.

Quando vocês compreenderem plenamente o que isto significa, será mais fácil liberar e estar no fluxo, o que o espírito pode ajudar a facilitar. Pretendam agora que vocês irão se beneficiar destas energias, neste ano.

Decidam participar plenamente com a vida e com a dança divina da criação.
É isto que lhes permitirá prosperar e estar no amor e na alegria.

Por favor, respeite todos os créditos.
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina! 
LUZ!
Luciana

domingo, 5 de janeiro de 2014

Como ter orgasmos

Sexóloga sugere posições para ter o máximo de prazer

Atenção: Esta matéria contém teor sexual e é imprópria para menores de 18 anos.
Chegar ao orgasmo: para algumas mulheres, simples e fácil, para outras, a maior dificuldade. Muitas vezes essa dificuldade se dá por elas não entenderem o próprio corpo e as suas áreas mais sensíveis, mas também pode ocorrer pela falta de satisfação sexual.
Para a sexóloga e psicóloga Walkíria Fernandes não existem regras ou posições específicas, pois elas podem variar de mulher para mulher. Porém há as que facilitam o orgasmo. “A posição ‘papai e mamãe’ é uma delas”. Por mais tradicional que seja, Walkíria explica que essa é a que mais proporciona a chance de haver atrito entre o clitóris e a base do pênis do homem. Outra posição que ela indica é com a mulher dominando. “O homem deitado e a mulher sentada por cima dele é outra sugestão, pois a mulher fica no comando de seus movimentos e pode direcionar melhor o estímulo no clitóris”, diz.

Há outras formas de estimular ainda mais o prazer. “O canal vaginal não tem tanta sensibilidade quanto o clitóris. Na maioria das vezes, em posições nas quais o clitóris sofre atrito, o orgasmo ocorre mais facilmente, muito mais do que com a fricção do pênis no canal da vagina. O atrito do clitóris pode ser feito tanto com os movimentos da pélvis quanto com o toque pelas mãos, dependendo da posição em que ocorre o ato sexual”, explica a sexóloga.
Algumas mulheres não conseguem chegar ao orgasmo apenas com a penetração. Walkíria conta que uma estatística mostra que cerca de 50% ou mais da população feminina têm dificuldades em atingir o orgasmo com a penetração. A sexóloga diz que a satisfação sexual é consequência de como a pessoa aprendeu a ver o sexo. “A entrega da pessoa ao ato sexual faz com que ela consiga se excitar e chegar ao orgasmo. Quando a pessoa não aprendeu a se dar o direito de tirar prazer do sexo, a sua entrega e participação ficam comprometidas, influenciando negativamente na obtenção do prazer e do orgasmo. Nessa situação, o sexo ao invés de proporcionar tesão, causa tensão”, afirma.
Para as mulheres que têm dificuldades para “chegar lá”, a sexóloga Walkíria Fernandes reúne algumas dicas:
- “Conhecer o próprio corpo para identificar melhor as sensações que ele pode proporcionar”;
- “Esquecer-se dos tabus e entregar-se aos prazeres da masturbação. Ter orgasmo sozinha é um bom começo”;
- “Relaxar e procurar se entregar despretensiosamente ao ato sexual procurando simplesmente curtir tudo que acontece nele e não só a penetração”;
- “Procurar focar a atenção nas próprias sensações eróticas”;
- “Tomar as rédeas do seu prazer, ou seja, não deixar o homem como responsável por todo o ato sexual”;
- “Não se preocupar com seu desempenho sexual, deixando que as coisas ocorram naturalmente”.
“A mulher não é educada para pensar em sexo, mas deve aprender a fazer isso, a se dar o direito de gostar sexo e admitir isso sem constrangimento. O sexo é importante para melhorar a nossa qualidade de vida, pois nos traz um equilíbrio físico e mental”, diz.

Condromalacia


Também conhecida como Síndrome patelofemoral ou Dor na parte anterior da patela

Definição
É o amaciamento e degeneração da cartilagem de hialina que se encontra por baixo da patela. Essa cartilagem é muito pouco vascularizada e sua recuperação fica prejudicada.
Causas, incidência e fatores de risco
Acredita-se que a causa da condromalacia patelar que se apresenta nos adolescentes ou nos adultos jovens, com maior freqüência entre as mulheres, está relacionada com o uso excessivo, trauma e/ou esforço anormais do joelho. Um grande número dos adolescentes afetado apresenta um alinhamento anormal do joelho.
A condromalacia patelar também pode refletir artrite da patela que geralmente se observa em indivíduos de idade avançada.
Os pacientes que previamente sofreram luxação, fratura ou outro trauma na patela tem maior probabilidade de ter esse problema.
O uso excessivo de salto alto também pode ajudar na deterioração da cartilagem da patela.
Encurtamento do quadríceps femoral pode causar uma maior tensão na patela e mesmo com um alinhamento normal pode haver uma degeneração da cartilagem, um simples alongamento pode ajudar nesses casos.

Sintomas
  • Sensibilidade do joelho.
  • Dor de joelho, na parte frontal que piora depois de ficar sentado por muito tempo.
  • Dor de joelho que piora ao subir escadas ou ao se levantar de uma cadeira.
  • Sensação de fricção quando se estende o joelho.
Sinais e exames
O médico faz o exame físico. O joelho pode estar sensível e levemente inchada, é possível que a patela não esteja alinhada apropriadamente com a diáfise distal do fêmur (osso da coxa).
Quando o joelho se estende partindo de uma flexão completa, pode-se sentir uma sensação de fricção de baixo da patela e quando o joelho fica estendido e se comprime a patela sente-se dor.
O raio X é na maioria das vezes normal, ainda que uma vista mais criteriosa pode mostrar sinais de artrite.

Tratamento
Para aliviar a dor, pode se ter algum efeito com repouso ou com a imobilização da articulação afetada, assim como a administração de medicamentos anti-inflamatórios não esteroides. A fisioterapia deve ajudar principalmente no fortalecimento do quadríceps e alongamento dos isquiotibiais. Se o problema for por encurtamento do quadríceps, essa musculatura deve ser alongada. 

Deve-se limitar a prática de esportes e outras atividades extenuantes até que a dor tenha passado. Também se deve evitar as atividades que aumentam a dor no joelho, como o agachamento profundo ou o uso de salto alto.

A cirurgia é benéfica se existir desalinhamento da patela que não sejam reversíveis com a fisioterapia. A cirurgia pode ser com artroscopia (com o uso de uma câmera, permitindo uma incisão menor) ou aberta, dependendo da natureza do desalinhamento.
A acupuntura também mostra bons resultados no tratamento e no alívio da dor, mas lembre-se que é extremamente importante saber o mecanismo que causou a Condromalacia e elimina-lo, isso garantirá que o problema não volte.

Prognóstico
A condromalacia patelar geralmente melhora com a terapia e com a administração de medicamentos anti-inflamatórios não esteroides. Há êxito de 90% das cirurgias, mesmo sendo poucas pessoas que realmente necessitam.

Complicações
A primeira complicação é a não eficácia do tratamento para alívio da dor.
Quando a cirurgia é necessária, algumas das complicações são:
  • Infecção.
  • Alivio da dor ineficaz.
  • Piora do quadro.
Situações que requerem assistência médica

Deve-se consultar um médico se a pessoa apresentar os sintomas da condromalacia.

Prevenção
Deve-se evitar os traumas e os esforços excessivos com o joelho. A musculatura da coxa deve ser forte e bem alongada, principalmente o quadríceps e os isquiotibiais. Deve ser evitado o uso excessivo de salto alto.


Vida sexual ativa alivia dores, melhora o sono e estimula a longevidade

Oito benefícios do sexo para a saúde
Por Minha Vida Publicado em 10/8/2010
Que o sexo te faz bem, isso você já notou. O orgasmo, por exemplo, é uma das sensações mais íntimas e deliciosas para homens e mulheres e é muito mais do que sinal do sucesso de uma relação sexual. A cada dia, os cientistas descobrem novos efeitos desta reação orgânica que, além de melhorar as emoções, faz muito pela sua saúde. "O orgasmo contribui para que homens e mulheres vivam com mais qualidade, trata-se de um momento de prazer que reverbera por vários dias", afirma o ginecologista Neucenir Gallani, da clínica SYMCO.
Porém, apesar de proporcionar prazer e qualidade de vida, uma pesquisa feita pela Universidade de São Paulo (USP) revelou que 70 % dos brasileiros fazem menos sexo do que declaram em conversas e pesquisas públicas. Por isso, o Minha Vida estimula você a melhorar essa situação trazendo o que a ciência e os especialistas andam dizendo por aí sobre os benefícios que uma vida sexual ativa trazem ao corpo. Confira:  
1. Alivia as crises de enxaquecas
Quando seu parceiro reclamar, dizendo que não quer sexo porque está com dor de cabeça, reverta a desculpa a favor da saúde dele. Segundo o médico Neucenir Gallani, o orgasmo libera substâncias, como as endorfinas, que atuam no sistema nervoso. "Elas diminuem a sensibilidade à dor, relaxando a musculatura e melhorando o
humor", afirma.

2. Melhora o aspecto da pele
Fazer sexo, principalmente no período da manhã, é um poderoso aliado da beleza para manter a juventude. Essa foi a conclusão de um estudo, realizado por cientistas da Universidade Queens (Reino Unido). De acordo com os pesquisadores, atingir o orgasmo aumenta os níveis de
estrogênio, testosterona e de outros hormônios ligados ao brilho e a textura da pele e dos cabelos. Além disso, quando há o orgasmo, ocorre uma vasodilatação superficial dos vasos, até aumentando a temperatura em algumas pessoas. Com isso, a pele ganha uma aparência mais viçosa, e o brilho natural dela fica em destaque.
3. Alivia as cólicas da TPM
O ginecologista Neucenir Gallani faz questão de reforçar que isso não é uma regra, mas acontece com algumas mulheres. Os movimentos realizados durante o sexo estimulam os órgãos internos, que ficam mais relaxados e, com isso, há diminuição das dores que incomodam seu bem-estar nos dias antes da menstruação. "Mas há mulheres que, na fase pré-menstrual, não têm disposição para o sexo e forçar a barra pode ser pior", diz o ginecologista.

4. Melhora o sono
O relaxamento que o orgasmo traz contribui para que você durma melhor, e não apenas no dias em que houver sexo. A reação tem efeito prolongado, devido a ação dos neurotransmissores que passam a agir no seu organismo com mais regularidade e numa quantidade maior.
5. Diminui o estresse
O médico faz questão de ressaltar que o orgasmo não deve ser encarado como um remédio calmante, mas como parte de uma relação afetiva que traz
prazer. Quando isso acontece, os níveis de estresse tendem a diminuir não só pela estabilidade emocional, mas também porque os chamados hormônios do estresse, como o cortisol, apresentam atividade reduzida. Quem trouxe essa novidade foi um estudo escocês recém-publicado na revista Biological Psychology.

6. Diminui os riscos de infarto
Um estudo da Universidade de Bristol, na Grã-Bretanha, realizado com mais de 3 mil homens de 45 a 59 anos, concluiu, após 20 anos, que o sexo frequente pode reduzir o risco de infartos fatais e de derrames. De acordo com as conclusões da pesquisa, a morte súbita causada por problemas de coração é mais comum entre homens que afirmam ter níveis baixos ou moderados de atividade sexual. 
7. Queima calorias
Segundo a Associação Americana de Educadores e Terapeutas Sexuais, a atividade sexual pode ser um ótimo exercício para o corpo. Isso porque meia hora de sexo queimam, em média, 85 calorias. Portanto, se você está sem paciência para ir à academia, que tal optar pelo plano B?

8. Aumenta a imunidade
Um estudo feito pela Wilkes University, nos Estados Unidos, mostrou que uma vida sexual ativa aumenta os níveis de um anticorpo conhecido como IgA , responsável pela proteção do organismo de infecções, gripes e resfriados. 

sábado, 4 de janeiro de 2014

Vaginismo, Dispareunia e Flacidez Vaginal



O desempenho sexual da mulher sofre influência de diversos 
fatores, alguns destes têm componentes físicos que podem ser
tratados pela Medicina tradicional Chinesa, que utiliza recursos
como exercícios, Acupuntura, Moxa, Ventosa, Eletroacupuntura,
entre outros;  para tratar disfunções do sistema urinário e 
ginecológico. Conheça as principais delas:

- Flacidez Vaginal: É relativamente comum mulheres de meia
idade relatarem que a vagina está “flácida” ou “larga” e isso interfere
negativamente em sua vida sexual. Esta flacidez geralmente é 
causada pelo hipoestrogenismo (menopausa), por múltiplos partos 
ou por cirurgias.

- Dispareunia: A dispareunia é a dor durante a relação sexual e 

pode ter diversas causas. As mais comuns são: falta de lubrificação, 
endometriose, espasmo muscular, cicatrizes e hipoestrogenismo. A 
dor pode acontecer antes, durante ou após a penetração, tendo 
características que variam de acordo com a causa. Há casos em que 
a mulher desenvolve pontos dolorosos na musculatura vaginal,
chamados tender points, que causam dores esporádicas e tendem a 
tornarem-se cada vez mais persistentes. 

- Vaginismo: O vaginismo é descrito como uma persistente 
dificuldade de penetração vaginal pelo pênis, dedo ou qualquer 
objeto (absorvente interno, espéculo, etc). É uma contração 
pélvica muscular involuntária, causada pelo medo e antecipação 
da sensação de dor. O vaginismo pode ser classificado como
primário ou secundário. O primário ocorre quando a mulher 
nunca teve uma penetração bem sucedida devido à contração 
involuntária dos músculos pélvicos. No vaginismo secundário 
ou adquirido a mulher perde a habilidade de ter a penetração 
após um evento como trauma ou cirurgia, sendo comum 
em casos de mulheres que sofreram violência sexual ou educação 
repressora no sentido da sexualidade. 

Orgasmo Feminino X Auto Conhecimento

O orgasmo feminino nada mais é do que uma forma intensa e aguda de satisfação, acompanhada de contrações rítmicas que começam nos músculos da vagina e se expandem por toda a região pélvica. O termo se origina do grego orgasmos, que significa 'ferver de ardor'. Dura, em média, de seis a oito segundos. É rápido, sim, mas a intensidade varia: às vezes é leve, suave e localizado, outras, arrebatador e se espalha por todo o corpo.
Geralmente vem seguido por um relaxamento geral e uma incrível sensação de bem-estar, decorrente da liberação de endorfinas no cérebro. A falta dessa descarga dificulta o alívio da tensão sexual acumulada, por isso quem não chega ao clímax pode terminar o ato insatisfeito, irritado, decepcionado, abatido ou agitado.
Só que o orgasmo não ocorre isoladamente. Ele é uma das etapas da resposta sexual; sendo as outras etapas:
Desejo: um olhar, um gesto ou um beijo remete a lembranças agradáveis ou produz sensações que tornam a pessoa receptiva à experiência sexual - por isso é que se diz que o principal órgão sexual é o cérebro.
Excitação: mensageiros químicos cerebrais fazem o coração bater mais depressa. Os genitais recebem um maior fluxo sanguíneo e respondem com a excitação. Os bicos dos seios se enrijecem; os grandes lábios, situados bem à vista, afinam-se e se entreabrem; os pequenos lábios, localizados mais internamente, aumentam de tamanho e adquirem uma cor avermelhada intensa; o clitóris fica mais sensível ao toque e pode provocar um grande prazer ao ser estimulado e a vagina se lubrifica e distende para acolher o pênis, segundo explicações da orientadora sexual Lena Vilela, do Instituto Kaplan, em São Paulo.
Orgasmo: a transpiração aumenta, os batimentos cardíacos se aceleram, a respiração torna-se rápida e a excitação atinge o seu mais alto grau (em média, após 15 a 20 minutos de carícias, as famosas preliminares). Daí ocorre a sensação máxima de prazer.
Resolução: a pulsação e a respiração voltam ao normal; e os genitais à condição habitual. O corpo relaxa. Os homens, em especial, experimentam uma sensação de torpor como se estivessem quase anestesiados. Nas mulheres, isso não é obrigatório.
O orgasmo se dá através de uma descarga adrenérgica que desencadeia uma sequencia de espasmos musculares na região pélvica e provocando contrações involuntárias na vagina.         
                                                O primeiro gráfico em vermelho mostra uma relação completa com a chegada ao orgasmo.
O segundo em azul, mostra o que acontece com muitas mulheres, ela não chega.
DE CADA 3 MULHERES DUAS TEM DIFICULDADE.
Como vemos no gráfico abaixo, está dividido em aproximadamente três terços (vermelho, azul, verde). 
Cada terço representando:
1 Conseguem o orgasmo com a penetração.
2 Só consegue se for estimulada no clitóris.
3 Não consegue de nenhuma forma.
                                                                                                    
E há ainda um pequeno percentual, representado em preto, que se refere às multiorgasmicas.
Ou seja, se você está com dificuldade de chegar ao orgasmo, saiba que você não é “o patinho feio da História”.
Saiba que o problema pode não ser seu, ou pelo menos, não só seu, pois se seu parceiro atinge o gozo antes, se ele for um ejaculador precoce, ocorre como no segundo gráfico (o azul), ou seja, pode ser que você precise de um pouco mais de tempo. 
Saiba que questões de ordem cultura e religiosa podem contribuir nessa questão; o mais importante é a relação que você tem com o seu próprio corpo e com o parceiro.
Não podemos e nem devemos cobrar do parceiro a realização sexual ou que ele saiba como nos dar a plenitude do prazer; essa responsabilidade é nossa!
Por essa razão nunca é tarde para se descobrir, saiba que muitas mulheres são rancorosas ou as ditas "mal amadas", por terem vergonha ou culpa de se descobrirem como mulheres "Sexualizadas".
Ser Sexualizada significa se amar, se cuida, correr atrás dos seus ideais, se aperfeiçoar enquanto ser Humano.

"Permita-se ser feliz!"


por Luciana Silva das Dores 

Sexualidade – autoconhecimento e qualidade de vida

por Maria Cristina Gonçalves 

Sexo é imaginação, fantasia
Amor é prosa - Sexo é poesia
Amor é para sempre - Sexo também
Sexo é do bom - Amor é do bem
Amor sem sexo é amizade
Sexo sem amor é vontade
Sexo vem dos outros e vai embora
Amor vem de nós e demora
AMOR E SEXO
(Rita Lee / Roberto de Carvalho / Arnaldo Jabor) 


Sexo é vida. É expressão de vários sentimentos. Sexo é amor; é carinho; é autoconhecimento. Sexo é escolha. Sexo é liberdade. Sexo é dar e receber. Sexo é pura energia, integração com o universo. É cósmico.

Mas, acima de tudo, sexo é uma necessidade fisiológica. É básico. É instintivo. Parece óbvio, mas é preciso compreender e assimilar que os estímulos sexuais vêm impressos no ser humano, em seus genes mais primitivos. Entender o sexo como algo natural é premissa básica para se viver uma sexualidade plena.

Muitas pessoas buscam expressar sua vida sexual sob o ponto de vista racional e se esquecem de que já nascemos prontos para o sexo. Ainda que vivêssemos sós em uma ilha, o despertar da sexualidade aconteceria da mesma forma, a mando da natureza, numa época coincidente ao início da adolescência.

Engana-se quem pensa que sexo é a dois (no mínimo). Sexo, primeiramente, é um. É a oportunidade de cada indivíduo tomar contato com seus instintos, seu íntimo, sua essência, suas fantasias, suas sensações.

A excitação permite à pessoa alterações de comportamento, graças à ação dos ferormônios. Desta forma, o sexo transcende para o outro, e a comunhão de dois através da troca sexual é algo divino.

Como o ser humano é muito complexo, algumas vezes a simplicidade pode tornar-se complicada; e com o sexo não poderia ser diferente. Vários são os fatores que podem influenciar a sexualidade de uma pessoa: formação cultural, educação, religião, desvios psicológicos, violência sexual na infância, falta de diálogo com o parceiro, entre outros.

Mas, em essência, o sexo permite a perpetuação da nossa espécie e, melhor ainda, serve para nos dar prazer, muito prazer.

Benefícios do sexo

Os benefícios físicos da atividade sexual são vários:
• Aumento dos batimentos cardíacos.
• Aumento da capacidade pulmonar.
• Liberação de endorfinas (hormônio que nos dá a sensação de prazer e bem-estar).
• No caso das mulheres, maior vascularização pélvica (o que a protege contra agentes externos) e aumento da quantidade de muco (o que “lava” a vagina e renova a flora vaginal).

No âmbito psíquico, a prática do sexo:
• Favorece a criatividade.
• Estimula as fantasias.
• É uma excelente válvula de escape para o estresse.
• A liberação de serotonina ajuda a afastar transtornos psicológicos, como a depressão.

É possível viver sem sexo? 

Viver sem sexo é, em princípio, contra a natureza, pois as próprias modificações químicas que ocorrem no nosso organismo, durante o desenvolvimento do corpo e, especialmente, na adolescência, despertam nosso desejo para a prática sexual.

A própria natureza nos conduz ao sexo para a perpetuação da espécie. Portanto, nossa principal função neste mundo, segundo a lei da sobrevivência, é a procriação; e sem sexo, não poderíamos procriar.

Vale lembrar que mesmo sozinha, ou seja, sem um parceiro, uma pessoa pode experimentar sensações sexuais como excitação, ejaculação noturna, fantasias sexuais, dentre outras.

Entretanto, sobretudo deve se respeitar a pessoa que opta por uma vida sem sexo, como os celibatários, por exemplo.

Curiosidades

Machos e Fêmeas

No reino animal, as fêmeas passam por um período mensal em que seu corpo deixa evidente que estão no cio e, desta forma, os machos as procuram para o acasalamento. No caso da chimpanzé, por exemplo, ela incha e sua vagina fica exposta, assim os machos fazem fila e copulam em série. Dessa forma, ela acredita estar defendendo o filhote, já que todos os machos terão a dúvida se são genitores daquela cria. Com as leoas não é diferente. Caso ela seja encontrada sozinha com seus filhotes por outro leão, ele mata a cria e aguarda o próximo cio para copular e certificar-se que os filhotes serão seus. Já com as mulheres é diferente. Elas conseguiram esconder seu cio; nenhum homem é capaz de saber exatamente quando a mulher está ovulando e, portanto, não sabe exatamente quando ele pode engravidar. Dessa forma, desenvolveu-se a dinâmica social em que o homem fica ao lado da mulher com quem escolheu a fim de ajudá-la nas tarefas cotidianas, como educar os filhos e zelar pela casa.

Diferenças sexuais entre homens e mulheres
Uma das teorias para ‘medir’ quem precisa mais de sexo – se o homem ou a mulher – defende que seja o homem, pois ele produz espermatozóides diariamente (cerca de 300 por minuto), enquanto que a mulher ovula apenas uma vez por mês. Desta forma, o homem precisaria de mais copulações para disseminar esse esperma e garantir mais descendentes e a mulher teria a necessidade sexual diminuída.

Espermatozóides em equipe
Outro dado interessante é que, ao contrário do que muitos pensam, os espermatozóides não competem entre si e sim atuam em equipe, como num jogo de futebol. Existem os que atacam, os que defendem, os que abrem caminho e assim por diante. A competição só aconteceria no caso de espermatozóides de homens diferentes dentro da mesma mulher, na batalha pela fecundação do óvulo.

Sexualidade sem mistério

A vida sexual passa por diversas fases, acompanhando os diversos momentos da nossa vida e também das nossas escolhas. O que se pretende nesse livro é abordar cada uma delas sem preconceito, de forma realista, contando com experiências clínicas reais. Por isso, cada capítulo é complementado com respostas às dúvidas mais freqüentes referentes ao tema proposto.

Além disso, adentrar o universo da sexualidade em diferentes fases e momentos da vida, levando em conta as diferenças entre homens e mulheres na forma de viver e manifestar o desejo sexual. Exemplo: sexo na adolescência, na terceira idade, no casamento, sexo virtual, diferenças biológicas entre homens e mulheres etc.

Com linguagem clara, exemplos práticos e bem-humorados, o livro pretende ser uma porta de entrada para a discussão do tema sexualidade em família.

Ao utilizar um viés comportamental, o tema sexo, muitas vezes tratado como tabu ou de forma banalizada, passa a ser valorizado com um dos pilares do equilíbrio e do bem-estar do ser humano, sem ser super ou subvalorizado.

Como no sexo, a cada capítulo desse livro desejamos propiciar muita diversão, conhecimento e realização. Boa leitura!

Dica de Leitura
Sexualidade: Autoconhecimento e Qualidade de Vida